sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

ASSASSINATOS CAEM PELO 12º MÊS CONSECUTIVO EM PERNAMBUCO


O número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) registrados em Pernambuco durante o ano caiu por 12 meses consecutivos. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS) nesta sexta-feira (14), no Recife, e revelou que, no mês de novembro, foram notificados 299 assassinatos, representando queda de 34,7% em relação ao mesmo período do ano passado, quando 456 mortes foram registradas. A maior redução neste tipo de crime foi registrada no Sertão de Pernambuco. Os números de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs) também foram divulgados nesta quinta (13).

De acordo com a SDS, os casos de CVLIs até novembro de 2018 caíram 1.170, o que representa redução de 23% se comparado com o mesmo período do ano passado. No total, foram 3.862 crimes do tipo registrados neste ano, contra 5.032 até novembro de 2017. Dos casos registrados, 26 mortes foram notificadas no Sertão neste mês contra 59 no mesmo período do ano passado, representando queda de 55,93% nos homicídios da região.

Para o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, a redução dos números é consequência do fortalecimento das investigações, do planejamento do policiamento ostensivo em áreas integradas de segurança e dos novos serviços, a partir de investimentos importantes feitos pelo Governo do Estado.

No Recife, a redução dos homicídios em novembro atingiu a marca de 10%. No total, foram 54 crimes do tipo registrados em todo o mês, contra 60 notificados no mesmo período do ano passado. Se somados aos 11 meses do ano, a retração dos CVLIs na capital doEstado atingiu o número de 24,76%, caindo de 731 para 550 ocorrências.

No mês passado, a Região Metropolitana do Recife, com exceção da capital, teve menos 44,44% CVLIs, saindo de 126 para 70 vítimas, sendo o menor número registrado desde setembro de 2015. Já na Zona da Mata, a queda foi de 36,90% (de 84 para 53), enquanto no Agreste passou de 127 para 96 casos (queda de 24,41%). A Zona da Mata caiu de 960 para 780 (queda de 18,75%) e, por fim, o Sertão teve decréscimo de 17,89%, saindo de 570 ocorrências para 468. Folha PE