quinta-feira, 16 de agosto de 2018

VÁRIOS EX-PREFEITOS DO SERTÃO APARECEM EM LISTA DO TCE-PE COM CONTAS IRREGULARES À JUSTIÇA ELEITORAL


Vários ex-prefeitos do Sertão aparecem na lista definitiva do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) com os nomes dos gestores públicos e ordenadores de despesas que tiveram contas julgadas irregulares pelo Tribunal, nos últimos oito anos. Os processos têm trânsito em julgado, ou seja, não cabe mais a possibilidade de recurso junto ao Tribunal.
A entrega da lista ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) foi feita ontem (15) pelo presidente e o vice-presidente do TCE-PE, conselheiros Marcos Loreto e Dirceu Rodolfo, juntamente com a procuradora geral do Ministério Público de Contas, Germana Laureano.
A divulgação dos nomes vai ajudar a justiça eleitoral a definir os candidatos que ficarão inelegíveis nas próximas eleições, com base na Lei da Ficha Limpa. O documento também tem o propósito de orientar o cidadão na escolha dos seus candidatos.
Na lista definitiva constam 1.324 nomes de gestores municipais e estaduais, com contas de gestão julgadas irregulares pelo TCE-PE e contas de governo rejeitadas nas Câmaras de Vereadores dos seus municípios, seguindo ou não os pareceres prévios emitidos pelo Tribunal.
Ex-gestores do Sertão
Entre os ex-prefeitos do Sertão que aparecem na lista estão: Reginaldo Crateú ‘Dédi’ e Valdi de Novaes Amando (Orocó); Francisco Muniz Coelho (Ouricuri); Eudes Caldas (Cabrobó); Carlos Evandro (Serra Talhada); Carlinhos Cavalcanti (Afrânio); José Olímpio (Dormentes); Francisco Alves Tavares (Verdejante); Gerôncio Antônio (Trindade); Romero Magalhães (Itacuruba); Itomar Tolentino Varjão (Jatobá); João Angelim (Moreilândia); Antônio Marcos Alexandre (Ibimirim); Bartolomeu de Carvalho e João Batista Martins (Mirandiba); Fernando Antônio Parente (Parnamirim); Brivaldo Alves e Jaime Marcelino de Lima Junior (Bodocó); Evaneide de Melo (Santa Filomena). A lista completa pode ser conferida acessando aqui.
Carlos Britto