terça-feira, 31 de outubro de 2017

Golpe do whatsapp: mulher de Ouricuri diz está em um trabalho escravo em Brasília


Uma mulher, esposa de um presidente de associação de agricultores da zona rural de Ouricuri, acreditou em um bom emprego por meio de um grupo do Whatsapp e foi iludida, indo parar na capital federal e segundo seu esposo, ela está presa sem poder retornar a Ouricuri.


A informação foi repassada pelo esposo, Francisco de Assis Nunes Gomes, presidente de uma associação de agricultores de Ouricuri, segundo ele, a motivação da viagem em busca desse emprego, se deu devido a problemas conjugais e sua esposa, teria saído de casa em busca desse emprego e ao manter contato, esta revelou que caiu em um golpe e está em um trabalho escravo em Brasília.

O Francisco, acredita que até mesmo no momento de viajar, ela teria partido obrigada ou pressionada. A vítima, Maria Francinilda dos Santos, 37 anos, estaria correndo risco de vida, segundo alguns policiais que estão por dentro da investigação, pois se trata de uma quadrilha de alta periculosidade que alicia pessoas para o trabalho.

As informações são de Emanoel Cordeiro