terça-feira, 12 de setembro de 2017

JARBAS VASCONCELOS BATE EM FERNANDO BEZERRA COELHO E, POR TABELA, EM ROMERO JUCÁ

Jarbas Vasconcelos (Foto: Reprodução)

Da tribuna da Câmara, o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB), denunciou "a manobra ardilosa" que poderá lhe custar o comando do seu partido em Pernambuco "maquinada pelo senador Fernando Bezerra Coelho" que segue orientação da presidência nacional do PMDB - leia-se: o senador Romero Jucá (RR).
Bezerra Coelho era do PSB. Mudou-se na semana passada para o PMDB sob as bençãos de Jucá e de ministros do governo Temer. Aspira a lançar a candidatura ao governo de Pernambuco do seu filho Fernando Bezerra Filho, atual ministro das Minas e Energia.

O PMDB em Pernambuco apoia a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB), sucessor de Eduardo Campos, o candidato a presidente da República em 2014 que morreu em um acidente de avião. O vice de Câmara é Raul Henry, cria política de Jarbas.
Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ouviu o discurso de Jarbas, a quem recebeu, ontem, em sua casa. O senador Bezerra Coelho havia se acertado com Maia para aderir ao Centro, futuro nome do partido que emergirá do DEM.
Jucá e Temer meteram-se na história e Bezerra Coelho mudou de ideia. Maia está furioso com isso.
Por Ricardo Noblat/O Globo