sexta-feira, 25 de agosto de 2017

LUCAS RAMOS CRÍTICA FERNANDO FILHO POR TENTAR PRIVATIZAR A ELETROBRÁS E PEDE APOIO POPULAR PARA BARRAR VENDA DA CHESF

Em discurso acalorado no púlpito da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), nesta quarta-feira (24) o deputado estadual Lucas Ramos (PSB), não poupou criticas ao companheiro de partido e ministro de estado, Fernando Coelho Filho.
Na opinião de Lucas, o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, vendeu a Eletrobrás, ele destacou que a privatização é contrária ao que defendia Miguel Arraes, líder socialista. Ramos acusou ainda o governo Michel Temer (PMDB) de promover a desestatização por “incapacidade”.

“Vender um patrimônio dos brasileiros por R$ 20 bilhões para encobrir um déficit de R$ 59 bilhões que o sistema Eletrobrás acumula é uma prova da incapacidade do governo federal em gerir uma empresa do tamanho e importância da Eletrobrás e suas subsidiárias”, frisou o parlamentar.

Lucas Ramos argumentou ainda que com a venda da estatal, por R$ 20 bilhões, o ministro ainda negou que o negócio seja para ajudar o governo a cumprir a meta fiscal que, modificada, ampliou a expectativa de déficit de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões.

“O governo impopular de Michel Temer, para pagar as contas da incapacidade de gerir o Brasil, busca a privatização para cobrir um rombo que será, infelizmente, mais uma vez repassado para o povo brasileiro”, afirmou Lucas Ramos, que pediu ainda apoio popular contra a privatização da Chesf.

Foto: Alepe-divulgação