quinta-feira, 18 de setembro de 2014

DUAS CARRETAS SE CHOCAM NA BR-232 QUE LIGA OURICURI A SALGUEIRO

Duas carretas se chocaram em acidente no Sertão de PE (Foto: Felisberto Ferreira Filho / Arquivo pessoal)
No início da tarde desta quinta-feira (18), duas carretas se chocaram na BR-232 que liga as cidades de Ouricuri e Salgueiro, ambas do Sertão pernambucano. Um dos condutores ficou gravemente ferido.
Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, os veículos sofreram uma colisão frontal após o condutor de uma das carretas tentar fazer uma ultrapassagem em local proibido. O caminhão, que vinha da cidade de Salgueiro e estava transportando refrigerantes, teve a carga saqueada depois do acidente e seu motorista, de 26 anos, ficou gravemente ferido.

A vítima foi socorrida por populares e levada em um carro particular. No trajeto, uma ambulância do Corpo de Bombeiros socorreu o motorista e o encaminhou ao Hospital Regional de Salgueiro. De acordo com o hospital, ele teve politraumatismo e deve passar por cirurgia.

Já o outro condutor, que não teve a idade revelada e é suspeito de ter causado o acidente, sofreu pequenas escoriações.
Do G1 PetrolinaA carga de refrigerante foi saqueada depois do acidente  (Foto: Felisberto Ferreira Filho / Arquivo pessoal)

VARZINHA EM FESTA NESTE SÁBADO 20


HOMENAGEM: MOÇÃO DE APLAUSOS AO NEPS

Núcleo de Educadores recebeu moção de aplausos da Câmera Municipal de Vereadores de Santa Cruz. A homenagem foi feita pelo relevante trabalho que o Núcleo vem desenvolvendo naquele Município em relação ao apoio e acompanhamento aos agricultores e agricultoras no que se refere aos quintais produtivos e realização de feiras agroecológiacas.

Por Genilson Reis 
Comunicador popular do NEP

DECLARAÇÃO DE MARINA SOBRE PASSAR FOME DEIXA DILMA E AÉCIO SEM AÇÃO


“Sei o que é passar fome.”

Como criticar ou ironizar uma declaração tão contundente?

Ao mergulhar de cabeça na apelação emocional, e ressaltar em seu programa eleitoral na TV que viveu uma infância miserável, sentindo no estômago (e na alma) o que é não ter comida na mesa, Marina Silva evaporou o boato de que acabaria com o Bolsa Família e, de quebra, se lançou a um pedestal quase inatingível.
 Como Dilma e Aécio podem contra-atacar? Como criticar a representante de uma realidade que foi — e ainda é — conhecida intimamente por milhões de brasileiros?
 A petista não poderá repetir que a candidata do PSB se faz de ‘coitadinha’. O tucano pensará duas vezes antes de acusar a ex-senadora de ser vitimista.
 Não dá para desqualificar quem assume ter passado fome. Seria uma atitude vista como desumana e cruel. Bombardear Marina por sua declaração dramática poderia ofender milhões de outras pessoas que também já conheceram (ou ainda sentem) a fome.
 Em campanha eleitoral sempre se discute os limites da baixaria, da troca de ofensas, do terrorismo psicológico contra o eleitor. Com Marina, a discussão avança para o campo da emoção. Há um limite para a manipulação emocional?
 Por ironia da história, ou, se preferir, do destino, essa guerra eleitoral faz Marina Silva se aproximar virtualmente cada vez mais de Lula, seu ex-mentor e agora novo desafeto.
 Na ânsia por se eleger, ambos usaram a origem pobre, o preconceito social e a superação pelo próprio esforço como estandarte da campanha à Presidência da República.
 Nos dois casos, a pobreza foi vendida quase como uma virtude, como se ela os fizesse mais merecedores da vitória do que, por exemplo, um candidato de classe média que nunca sentiu a barriga vazia. 
“Sei o que é passar fome.”
 Depois dessa frase-slogan, não há como apelar mais profundamente ao emocional do telespectador-eleitor.


Ou há?

PESQUISA DO DIAP APONTA OS CANDIDATOS A DEPUTADO FEDERAL QUE DEVEM SER ELEITOS EM PERNAMBUCO

A coligação que apóia a candidatura de Paulo Câmara (PSB) pode fazer de 17 a 19 deputados federais, enquanto a de Armando Monteiro Neto (PTB) elegerá de 6 a 8, segundo levantamento do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar). 
Criado há 31 anos, com sede em Brasília, o Diap é hoje uma entidade respeitada por todos os partidos e a única que acompanha passo a passo a atuação de deputados e senadores no parlamento. Há 21 anos elabora uma conceituada lista na qual todo deputado e senador quer entrar: a dos 100 parlamentares mais influentes do país.
O Diap acaba de fazer uma projeção das bancadas federais de todos os estados. Em Pernambuco são 170 candidatos, para 25 vagas. Os nomes dos candidatos com mais chances de serem eleitos foram escolhidos a partir de consulta a jornalistas, parlamentares, pesquisas eleitorais e especialistas, informa o instituto, em sua página na internet (www.diap.org.br). Levou em conta também fatores que favorecem o sucesso na disputa para federal, como ter sido prefeito de grandes centros ou estar concorrendo à reeleição.
Evidente que um trabalho desses é apenas uma estimativa que enumera os candidatos mais competitivos. Não significa que é a “lista dos eleitos” (até porque tem mais nomes que vagas…) nem que outros não citados não possam ser eleitos. 
É um levantamento sujeito “a imprecisões e surpresas”, como reconhece o próprio Diap, mas “trata-se de um esforço de antecipar tendência em relação à composição das bancadas partidárias, identificando os candidatos com potencial de eleição”.

Candidatos competitivos
DEM
Deve eleger um nome. 
Mais cotado: Mendonça Filho
PCdoB
Deve eleger de um a dois nomes. 
Mais cotados: Carlos Eduardo Cadoca e Luciana Santos
PDT 
Deve eleger um nome. 
Mais cotado: Wolney Queiroz
PP
Deve eleger de dois a três nomes
Mais cotados: Eduardo da Fonte, Roberto Teixeira, Vilalba e Fernando Monteiro
PR
Deve eleger de um a dois nomes. 
Mais cotados: Anderson Ferreira e Sebastião Oliveira. 
PSB 
Deve eleger de quatro a seis nomes. 
Mais cotados: Danilo Cabral, Fernando Coelho Filho, Tadeu Alencar, Felipe Carreras, Gonzaga Patriota, Pastor Eurico, Severino de Souza Silva (Ninho), Marinaldo Rosendo, João Fernando Coutinho. 

PSC
Deve eleger um nome. 
Mais cotado: Silvio Costa 
PSD
Deve eleger um nome.
Mais cotado: Andre de Paula
PSDB
Deve eleger dois a três nomes. 
Mais cotados: Bruno Araújo, Daniel Coelho e Betinho Gomes. 
PT
Deve eleger de dois a três nomes. 
Mais cotados: Fernando Ferro, Pedro Eugênio, João da Costa, Mozart Sales, Dilson Peixoto
PTB
Deve eleger de dois a três nomes. 
Mais cotados: Jorge Côrte Real, Adalberto Cavalcanti, Ricardo Teobaldo, Josenildo Sinesio, Zeca Cavalcanti. 
SDD
Deve eleger um nome. 
Mais cotado: Augusto Coutinho. 
PSL
Pode eleger um nome. 
Mais cotado: Moisés Francisco da Silva
PMDB
Deve eleger um nome. 
Mais cotado: Jarbas Vasconcelos
PPS
Pode eleger um nome. 
Mais cotado: Raul Jungmann. 
Pros
Pode eleger um nome.

Mais cotado: Gilson Lima.

PMPE ABRE CONCURSO PARA OFICIAIS COM 35 VAGAS

A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) abriu concurso público com 35 vagas para o cargo de oficial da instituição, no posto inicial de segundo-tenente, nesta quarta-feira (17). O processo será organizado pelo Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (Iaupe), através da sua Comissão de Concursos (Conupe). As inscrições já começaram e podem ser realizadas até o dia 19 de outubro pelo site www.upenet.com.br. A taxa de participação é de R$130 e deve ser paga através de boleto bancário, gerado assim que preenchido o formulário de cadastro online.
A seleção terá validade de um ano, prorrogável por igual período, a critério da Secretaria de Defesa Social do Estado (SDS). As vagas são para pessoas com graduação em Direito e o salário inicial equivale a R$ 5.841,17 após finalização todas as etapas do certame. A carga horária da função é de 40 horas semanais.
Critérios
Além de possuir graduação em Direito, para concorrer, é preciso ter idade máxima de 28 anos, completos até a data de inscrição no processo seletivo, e ser habilitado para a condução de veículos automotores ao menos na Categoria B. Também é exigido ao candidato ter altura mínima de 1,65 metro para homens e 1,60m para mulheres.

Deficientes
De acordo com o edital de abertura da seleção, não haverá reserva de vagas para pessoas com deficiência. Segundo o documento, a justificativa para tal ação é que a “natureza do cargo, a habilitação técnica e os critérios previstos neste Edital Público” não seriam compatíveis a candidatos com deficiência. 
Etapas
O concurso será realizado em duas etapas. A primeira é composta de várias fases: provas objetiva e discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório, agendadas para o dia 14 de dezembro na Região Metropolitana do Recife (RMR); exames médicos; teste de Aptidão Física; avaliação psicológica e investigação social. Os últimos pontos são de caráter eliminatório apenas.
A segunda etapa é Curso de Formação. A escola funcionará no Campus de Ensino Mata (Cemata), às margens da rodovia BR 408, quilômetro 78, em Paudalho, Zona da Mata do Estado. A segunda fase terá duração de 12 meses a partir do término da 1ª, em tempo integral, regime de dedicação exclusiva e com atividades escolares extraclasse após às 18 horas, inclusive aos sábados, domingos e feriados. 
O aluno do Curso de Formação receberá, durante o período das aulas, bolsa-auxílio de Formação Profissional no valor de R$ 975,70. Após conclusão dessa fase, o candidato passará por estágio probatório, com duração de seis meses, a ganhar remuneração de R$ 1.480. No final, ele passa receber o salário inicial da categoria no valor de R$ 5.841,17. Blog dos Concursos

A CORRUPÇÃO TÁ NO SANGUE VERDE-AMARELO


O filósofo The Gaulle aflorou na Ribeirolândia para curtir um bate-papo molhado com o bicho grilo José Adalberto Ribeirochevsky e falar sobre a corrupção. “Quem inventou a corrupção no Brasil? Pedrálvares? Pero Vaz de Caminha? A Corte imperial de Dão João VI? Macunaíma, o herói sem nenhum caráter?
Os sapos vermelhos? Os pássaros formosos de bico longo? A direita ou a esquerda? O golpe militar de 1964? A Revolução de 1964? A ditabranda? A mãe de pantanha? A corrupção veio de longe, desde os tempos da colonização.
É feito a lenda do cara que foi ao banheiro realizar um trabalho fisiológico e ao levantar-se do trono um torpedo fedorento infiltrou-se no seu bigode. Respirou na sala, no quarto, na cozinha, na varanda. É o mundo todo!
A corrupção tá no sangue verde-amarelo. Não tem governo, não tem juízo, não tem vergonha, não tem remédio nem nunca terá. “A humanidade brasileira continua nos caminhos da perdição.
Assim falou o filósofo The Gaulle a seus discípulos”. A crônica do bicho grilo José Adalberto Ribeirochevsky está postada no Menu Opinião e vale a pena a sua leitura!
Meta os peitos!
Magno Martins

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

PSB CONFIRMA VINDA DE MARINA SILVA A PETROLINA


A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, retorna ao estado para mais um ato político casado com a campanha de Paulo Câmara (PSB), que disputa o governo de Pernambuco pela Frente Popular. Na próxima terça-feira (23), a socialista visita os municípios de Petrolina (no Sertão) e Caruaru (no Agreste). As atividades da agenda ainda estão sendo definidas pela coordenação da campanha de Marina, mas, segundo lideranças do PSB local, é provável que ela participe de comícios nas duas cidades.
Depois que teve o nome confirmado como candidata do PSB ao Palácio do Planalto, Marina esteve em Pernambuco apenas uma vez. Em 23 de agosto, a candidata participou de uma caminhada no bairro de Casa Amarela e do lançamento oficial de sua candidatura à Presidência, no Clube Internacional do Recife.
A vinda dela agora tem o propósito de alavancar as campanhas nacional e estadual no interior. Na avaliação dos socialistas, a presença de Marina no Recife ganhou bastante exposição por ter acontecido logo após a tragédia que vitimou Eduardo e mais seis pessoas da equipe de campanha dele. A imagem da ex-senadora também ganhou visibilidade na capital durante o velório do ex-presidenciável, em 17 de agosto.
Por isso, a estratégia agora é reforçar o interior. “Apesar da campanha está com um percentual muito bom, ainda precisamos investir em algumas regiões”,destacou o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes. Marina virá a Pernambuco acompanhada do candidato a vice Beto Albuquerque (PSB-RS), que deixou a disputa pelo Senado no Rio Grande do Sul para compor a nova chapa presidencial do partido. (Fonte: Diário de PE)


PROCESSO SELETIVO DO IF SERTÃO-PE OFERECE 215 VAGAS EM CURSOS TÉCNICOS PARA O CAMPUS OURICURI‏


Estão abertas até o dia nove (9) de outubro as inscrições para o processo seletivo dos cursos técnicos do IF Sertão-PE com ingresso em 2015. São 215 vagas disponíveis para Ouricuri e região nos cursos Técnicos Integrados em Edificações e Informática, destinados aos concluintes do ensino fundamental (9º ano), Técnicos Subsequentes em Agropecuária, Agroindústria, Edificações e Informática para estudantes que já concluíram o Ensino Médio, e o Técnico em Agroindústria para os alunos advindos do PROEJA, destinados a pessoas que tenham idade mínima de 18 anos e que não tenham concluído o ensino médio. 

As inscrições estão sendo realizadas no endereço eletrônico do processo seletivo (www.ifsertao-pe.edu.br/processoseletivo/). A taxa é R$ 10 e deverá ser paga por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU) gerada no ato da inscrição. 

As provas serão aplicadas no dia 16 de novembro, das 13h às 17h (horário local), e o resultado final será divulgado em 22 de dezembro. Outras informações, como documentação necessária e conteúdo programático das provas podem ser encontradas no site do IF Sertão-PE (www.ifsertao-pe.edu.br).


“SUPERBEBÊ” NASCE COM QUASE 8KG E CHAMA ATENÇÃO EM FLORESTA

IMG 0012 Superbebê nasce com quase 8kg e chama atenção em Floresta

A Maternidade Ana Carolina de Sá Ferraz na cidade de Floresta (PE), Sertão de Itaparica, registrou na última semana o nascimento de um “superbebê”. A criança, que recebeu o nome de Moacir Mateus Calaça Neto, nasceu com 7,650 kg e chamou atenção da equipe do Hospital.
O nascimento de Moacir  foi uma grande surpresa para a mãe, Hosana da Silva. O único problema é o enxoval que ficou pequeno demais para o bebê. A família pede, inclusive, que quem puder fazer alguma doação de roupinhas, pode entregar na maternidade. (Fonte/foto: Blog O Povo com a notícia)


EM QUEDA NAS PESQUISAS, ARMANDO MONTEIRO PARTE PARA ACUSAÇÕES CONTRA CÂMARA EM DEBATE NA TV JORNAL

44b58c56887a497fa9827afcf62b0ffb Em queda nas pesquisas, Armando Monteiro parte para acusações contra Câmara em debate na TV Jornal

Os três candidatos ao governo de Pernambuco não fugiram dos scripts que se esperava deles, no debate da TV Jornal, realizado na noite desta terça-feira (16). Destacando, sempre que podia, o legado do ex-governador Eduardo Campos e repetindo exaustivamente termos como “saber fazer”, Paulo Câmara (PSB) se apresentou como o líder natural da Frente Popular. Em processo de queda nas pesquisas, o senador Armando Monteiro (PTB) buscou o embate com Paulo, ora usando da ironia, ora citando pontos fracos da gestão do PSB à frente do governo. Não deixou de lado a polêmica do avião Cessna, em que morreram Eduardo e outras seis pessoas.
Já Zé Gomes (PSOL) adotou uma postura de independência, sempre alegando que as candidaturas de Armando Monteiro e Paulo Câmara são “faces de uma mesma moeda”.
Em suas respectivas apresentações no debate, os três candidatos ao governo deram os tradicionais cartões de visita. Paulo Câmara (PSB) se apresentou como a continuação natural do legado de quase oito anos de Eduardo Campos. Em segundo lugar nas pesquisas, Armando Monteiro (PTB) disse ter experiência para fazer o Estado crescer mais. E Zé Gomes (PSOL) pediu uma “inversão de prioridades”, revertendo o crescimento econômico de Pernambuco em prol do desenvolvimento social.
A primeira pergunta entre os candidatos foi de Zé Gomes a Câmara. O candidato do PSOL ironizou o discurso da “nova política” adotado pelo PSB, citando uma suposta doação oculta de R$ 8 milhões à campanha socialista. “As doações foram todas legais, e eu faço parte de uma nova geração que aplica o planejamento e a gestão, sempre ouvindo o povo”, respondeu Paulo, citando, de novo, o nome de Eduardo. “Trata-se de uma nova cara da velha política”, fuzilou Gomes na tréplica.
Em sua pergunta a Armando, Câmara citou como compromisso de campanha o aumento do piso dos professores para R$ 4 mil em quatro anos, indagando depois como o petebista faria o mesmo. Com um tom mais irônico e agressivo, o petebista disparou: “Como candidato você é generoso, Paulo, mas como secretário você foi perverso com o funcionalismo e não reverteu para a categoria os ganhos dos períodos de maior arrecadação do Estado”.
No momento mais tenso do primeiro bloco, Armando tentou uma dobradinha – não correspondida – com Zé Gomes, perguntando ao candidato do PSOL sobre a procedência do avião Cessna que caiu há pouco mais de um mês em Santos (SP), matando Eduardo Campos e outras seis pessoas. “É um episódio que precisa ser esclarecido, mas a campanha do PSB não é a única com esse tipo de prática, Armando. A sua também recebe doações milionárias”, emendou Zé Gomes.
Segundo bloco
No segundo bloco, a direção do debate concedeu direito de resposta a Câmara. Ele respondeu à acusação feita por Armando que associou o seu nome ao beneficiamento recebido pela empresa Bandeirantes Pneus na gestão do ex-governador Eduardo Campos, quando Câmara ainda era secretário da Fazenda. Ele afirmou que a Justiça Eleitoral já confirmou que a suposta relação com a empresa é “inverídica” e que o financiamento, concedido pelo Estado em 2005, foi realizado através de um colegiado, integrado pela Fiepe com a participação de Armando.
Câmara foi o primeiro candidato a responder a uma pergunta feita por telespectador, que buscava conhecer quais eram as propostas do candidato para a infraestrutura de Goiana, na Mata Norte. O socialista disse que, caso seja eleito, levará 40 escolas técnicas para a região e capacitará 50 mil jovens. Ele ainda ressaltou que irá manter as parcerias com os gestores municipais através do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM). Armando, da coligação adversária, rebateu a resposta de Paulo afirmando que o governo do Estado tem sido omisso com o crescimento do município. “Goiana precisa de um plano diretor para que não se gere desequilíbrios”, disse.
Em resposta ao segundo telespectador, Armando criticou o atual modelo de segurança pública do Estado. Para ele, é preciso haver uma repactuação do programa Pacto Pela Vida, carro-chefe da gestão socialista. Ele propôs a criação de centros de polícias cidadãs no interior e a expansão das delegacias especializadas. “A sociedade reclama uma ação emergencial. O Pacto (Pela Vida) tem que ter um olhar sobre todas as espécies de delitos”, disse. Sobre o assunto, Zé Gomes cobrou a realização de uma Conferência Estadual de Segurança Pública com a participação da população e criticou a “criminalização da pobreza”.
Questionado sobre a possibilidade do governo exigir a abertura da planilha de lucros do Grande Recife Consórcios, Câmara se esquivou na resposta. O postulante apenas reforçou que finalizará os projetos do BRT, dos corredores exclusivos para ônibus e da navegabilidade do Rio Capibaribe.
Terceiro bloco
O terceiro bloco começou com o jornalista Antônio Martins Neto, da JC News, perguntando a Câmara sobre o real sentido do planejamento no governo do PSB, quando a Faculdade de Odontologia de Arcoverde, no Sertão, está sem aulas há oito meses. “Nossa filosofia é planejar, fazer e, caso necessário, corrigir os erros”, respondeu o socialista.
A jornalista Inês Calado, do portal NE10, perguntou a Zé Gomes sobre a viabilidade do discurso de esquerda junto à maioria da população. “Falamos de problemas reais do povo e enfrentamos uma campanha desigual. Temos apenas 72 segundos de guia eleitoral”, respondeu o candidato.
O editor de Política do JC, Gilvandro Filho, perguntou a Armando Monteiro qual seria sua atual atividade empresarial. “Estou há 15 anos na vida política, mas sou apenas acionista da Noraço S/A, uma empresa com 68 funcionários”, informou.
Quarto bloco
No quarto bloco, Câmara perguntou a Armando Monteiro se ter experiência como servidor público não seria um requisito para ser governador, referindo-se ao seu próprio perfil. Armando aproveitou o ensejo para reforçar que Câmara possui experiência na burocracia. “Você é herdeiro. A você seria atribuído a gerência, nunca a liderança”, cravou. Por sua vez, ele o socialista ressaltou que o petebista não possui experiência na administração pública, apenas na vida privada e que nessa não teria obtido êxito.
Disparando contra a atual gestão e o ex-secretário, Armando perguntou a Zé Gomes qual a avaliação que fazia da falta de atendimento humanizado na saúde pública. O candidato do PSOL fez duras críticas à administração dos hospitais através das Organizações Sociais (OSs), mas sublinhou que “esse também é o modelo proposto pelo senador”. Armando colocou que pretende criar Centros de Diagnósticos de Imagem no interior do Estado.
Último bloco
No último bloco, Zé Gomes respondeu à pergunta de um telespectador sobre projetos para o turismo. “Vamos enviar um projeto de lei prevendo que os artistas locais sejam pagos primeiro que os contratados de fora”, ressaltou. Sobre a saúde no interior, Paulo ratificou a promessa de construir quatro novos hospitais e seis UPAs especialidades. Armando citou os BRTs parados por conta da não conclusão do Corredor Leste-Oeste e defendeu o equilíbrio entre a tarifa de ônibus e a remuneração dos rodoviários.
Nas considerações finais, o petebista Armando destacou a sua experiência e capacidade de liderança. O socialista Paulo, mais uma vez, citou Eduardo Campos e prometeu continuar o seu legado. Já Zé Gomes clamou por um governo com maior participação popular. (Fonte: JC/foto: Arnaldo Carvalho)


terça-feira, 16 de setembro de 2014

EM PERNAMBUCO, IBOPE APONTA: MARINA, 40%, DILMA, 36%, E AÉCIO, 3%

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (16) aponta que Marina Silva (PSB) tem 40% das intenções de voto e Dilma Rousseff (PT), 36%, entre os eleitores de Pernambuco na disputa pela Presidência da República. Aécio Neves (PSDB) tem 3%.

No levantamento, Pastor Everaldo (PSC) aparece com 1%. Brancos e nulos somam 7%, e outros 12% não sabem ou não responderam. Eduardo Jorge (PV), Eymael(PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (PSOL), Mauro Iasi (PCB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram 1%.

Veja os números do Ibope para a pesquisa estimulada (em que a relação dos candidatos é apresentada ao entrevistado) apenas no estado de Pernambuco:

Marina Silva (PSB) - 40% das intenções de voto
Dilma Rousseff (PT) – 36%
Aécio Neves (PSDB) – 3%
Pastor Everaldo (PSC) – 1%
Brancos e nulos - 7%
Não sabe ou não respondeu - 12%

Realizada entre os dias 12 e 15 de setembro, a pesquisa contou com 2.002 entrevistas em 82 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de dois pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número PE-00025/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo número BR-00652/2014. Do G1 PE

DILMA TEM 36%, MARINA, 30%, E AÉCIO, 19%, APONTA PESQUISA IBOPE

Ibope - 16.9 (Foto: Arte/G1)Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (16) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 36%
- 
Marina Silva (PSB): 30%
- 
Aécio Neves (PSDB): 19%
- 
Pastor Everaldo (PSC): 1%
- 
Zé Maria (PSTU): 0%*
- 
Luciana Genro (PSOL): 0%*
-
 Eduardo Jorge (PV): 0%*
- 
Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- 
Eymael (PSDC): 0%*
- 
Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- 
Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo: 7%
- Não sabe/não respondeu: 6%
* Cada um dos sete indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%.

No levantamento anterior do instituto, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgado no dia 12, Dilma tinha 39%, Marina, 31%, e Aécio, 15%.
Segundo turno
O Ibope também simulou três cenários de segundo turno. São eles:
- Marina Silva: 43%
- Dilma Rousseff: 40%
- Branco/nulo: 11%
- Não sabe/não respondeu: 6%
- Dilma Rousseff: 44%
- Aécio Neves: 37%
- Branco/nulo: 12%
- Não sabe/não respondeu: 6%
- Marina Silva: 48%
- Aécio Neves: 30%
- Branco/nulo: 15%
- Não sabe/não respondeu: 8%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 204 municípios do país entre os dias 13 e 15 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00657/2014.
Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:
- Dilma Rousseff (PT): 31%
- Marina Silva (PSB): 24%
- Aécio Neves (PSDB): 15%
- Outros: 1%
- Branco/nulo: 10%
- Não sabe/não respondeu: 18%
Rejeição
De acordo com a pesquisa, a presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.

- Dilma Roussef: 32%
- Aécio Neves: 19%
- Pastor Everaldo: 17%
- Marina Silva: 14%
- Levy Fidelix: 12%
- Zé Maria: 12%
- Eymael: 11%
- Luciana Genro: 11%
- Mauro Iasi: 10%
- Rui Costa Pimenta: 10%
- Eduardo Jorge: 9%
Avaliação do governo
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 37% dos eleitores entrevistados – no levantamento anterior, divulgado no último dia 12, o índice era de 38%. O percentual de aprovação reúne os entrevistados que avaliam o governo como "ótimo" ou "bom".

Os que julgam o governo "ruim" ou "péssimo" são 28%, segundo o Ibope. Para 33%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.
O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:
- Ótimo/bom: 37%
- Regular: 33%
- Ruim/péssimo: 28%
- Não sabe/não respondeu: 1%


Do G1, em São Paulo